Quase.

escrito por Rosa


Hoje poderia ter sido um dia difícil: as más notícias têm corrido pela minha vida como maratonistas nos 50 metros finais, competindo inclusive para ver qual me baqueia mais. Eu tenho dormido muito pouco, o que significa que a minha resiliência está em queda constante. O fim de semestre é cansativo e a estrada hoje - pra quê tanto quilômetro, meu deus? - quase me entendiava.
Quase.

Eu sei que, da janela que miro o céu agora, a cor que predomina é cinza. Abandonei meu manjericão sem água e voltei e me deparei com ele murchinho. Os cactos denunciam que tem feito pouco sol aqui em casa, tem feito quase nenhum sol dentro de mim.
Quase.

Se você olhar com cuidado pra minha mão direita, o tendão está inchado. Os cotovelos meio arroxeados de ficarem apoiados demais. A lombar nem se diga, que ora tô em pé por 12 horas, ora sentada escrevendo. Meu corpo forte de sempre está quase fraco.
Quase.

Se você consultar o meu diário, vai ler coisas doloridas e uma autoimagem que precisa se construir. Vai ver mais partidas que chegadas e um coração cansado de amar por todos. Folheando as últimas páginas, entre meus poemas errados e uns carimbos perdidos, você vai encontrar uma silhueta que foi apagada com custo. Ela quase não se identifica.
Quase.

Quase.
Quase porque a estrada longa foi para receber colo de mãe e o abraço dos amigos. Quase porque o cinza do tempo traz um ventinho gostoso pela janela, que brinca do meu cabelo, cada dia mais bagunçado. Quase porque o manjericão e os cactos sabem que o sol que traz o verde de volta se esconde uns dias, mas volta brilhando forte na manhã seguinte.

Porque eu sou da manhã, da alegria, da disposição, da vontade de mudar as coisas.
Há dias em que eu quase esqueço disso. Mas é só quase.


Resultado de imagem


Nenhum comentário:

Postar um comentário


Somos Marcella Rosa e Marina Sena, parceiras no blog, na luta e na vontade de mudar - nem que seja um pouquinho - o mundo. O Maggníficas é um pouco de nós, porque aqui tem moda democrática, empoderamento feminino e amor próprio. Nosso foco é a sororidade e a vivência plena de todos os corpos, porque acreditamos que somos todas maggníficas e que todo mundo pode tudo!

maggnificas@gmail.com