A subestimação do beijo

escrito por Rosa


[eu sempre aviso que esse texto não que cagar regra na sua vida, porque né, isso é um blog, não é receita de médico, nem dieta. Só estou divagando e tal, não sofra se você não se reconhece]

Eu gosto de beijar. MUITO. Gosto mesmo. PRA CARAIO. tipo muito MESMO. E não sou só eu, posso garantir. Andei jogando essa pergunta em grupos de mulheres na internet e, apesar de existirem exceções, a maioria gosta muito de beijar, especialmente na boca.

Sinto saudades dos tempos de adolescentes em que a gente ficava até com dor no pescoço de tanto beijar a mesma pessoa. Vish, se ela tivesse aparelho fixo então, a boca saía até dormente. E beijo bom era beijo longo, não essas mixarias que os adultos dão achando que tão arrasando.

2gif

E veja, por que eu tô falando disso?

Eu tô falando disso porque já me foi relatado, por mais de uma pessoa diferente, que estamos sofrendo, próximos aos 30 anos, uma queda vertiginosa de beijos na boca. Casais que dão o famoso selinho de oi e tchau e só dão AQUELE beijo na boca quando vão transar.

E eu vim, em defesa dos beijoqueires desse meu braseeeeel reivindicar por mais beijo. Gente, beijo é universalmente a melhor coisa. Eu arrisco a dizer que, se eu tivesse duramente que escolher, prefiro beijo a sexo.

Resultado de imagem para beijo lesbico gif

Além de ser, de longe, a melhor preliminar que existe, beijo é bom, carinho, conexão, forma de mostrar que se importa. Eu sei que quanto menos meu beijo, menos eu gosto da pessoa. E a maior certeza que a vida me trouxe foi que os meus relacionamentos podiam ser compreendidos pela quantidade/qualidade dos beijos: sempre que o beijo diminuía, tava perto do fim. Pode ser coincidência? Pode. Mas eu desconfio seriamente que não. Beijo é minha forma favorita de receber amor.

Resultado de imagem para interracial kiss gif

Eu era dessas que nem beijava com bafo de sono ou durante o almoço até conhecer uma pessoa que dizia que não se importava e gostava de beijar mais que eu - se é que era possível. Desde então, sou dessas que beija de qualquer jeito, por qualquer motivo. Sou dessas que acha que beijo conecta mais que qualquer coisa e comunica o indizível.  Acho que beijo é bom quando não significa nada além do prazer de beijar;mas é absolutamente incrível quando é o caminho mais curto para explicar o que a gente sente.



fiquem com o clipe da minha vida, que me faz salivar cada minutinho: 



ps: rolou em todos os tópicos uma CRÍTICA FERRENHA aos homens que tem "nojinho" de beijar depois de sexo oral (afffffffffff) . MAS ISSO É TRETA PRA OUTRO POST.


Nenhum comentário:

Postar um comentário


Somos Marcella Rosa e Marina Sena, parceiras no blog, na luta e na vontade de mudar - nem que seja um pouquinho - o mundo. O Maggníficas é um pouco de nós, porque aqui tem moda democrática, empoderamento feminino e amor próprio. Nosso foco é a sororidade e a vivência plena de todos os corpos, porque acreditamos que somos todas maggníficas e que todo mundo pode tudo!

maggnificas@gmail.com