A gente sabe mas se esquece.

escrito por Rosa


A gente sabe, mas se esquece, que não é possível transportar histórias uma dentro da outra. A gente sabe, mas se esquece, que é absolutamente possível que a gente não dê conta.  A gente sabe, mas frequentemente se esquece, que a gente não é fraco se não dá conta – mas dar conta foi sempre tão a gente, como é que pode? Pode porque é, porque sim. A gente sabe, mas se esquece, que não é só de frio que a gente treme, que tem colo que cura – mas nem sempre vem-, que dor pode simplesmente não passar e que não tem comida que preencha alguns vazios que deixaram no nosso corpo, talhados do tamanho da nossa saudade. A gente sabe, mas se esquece, que palavra é a coisa mais forte do mundo e às vezes não fala ou fala sem lembrar das milhares de formas que essas palavras chegam lá, às vezes com outras mil cores que a gente nunca quis pintar. A gente sabe, mas se esquece, que o amor não aguenta tudo e que é preciso cuidar dele, com carinho, pra que o peso nos ombros não seja maior do que o ímpeto de carregar. Não é o tamanho do sofá que faz caber mais alguém ali. A gente sabe, mas se esquece, que não é pecado desejar segurança e que a ansiedade conhece os piores lados do nosso coração cansado, brincando com ele como se fosse uma bolinha que pinga alto quando a gente bate forte. E vai pra longe, bem pra longe da gente. A gente faz questão de se esquecer que não dá para confiar em todo mundo que oferece confiança e que ser adulto é, um pouco, brincar de detetive o tempo inteiro, sem saber quem vai piscar pra gente hoje – e matar o que sobrou mais um pouquinho. A gente sabe, mas se esquece, que está vulnerável e que os dias não são coloridos que nem a gente deixa a nossa boca de manhã, tentando, disfarçadamente, esconder o fato de que ali, por hoje, não vemos aquele velho e largo sorriso.


A arte linda é do meu querido Vinicius Xavier, o Vienno


Um comentário:

  1. Adorei o texto, carregado de amor e verdade!!

    ResponderExcluir


Somos Marcella Rosa e Marina Sena, parceiras no blog, na luta e na vontade de mudar - nem que seja um pouquinho - o mundo. O Maggníficas é um pouco de nós, porque aqui tem moda democrática, empoderamento feminino e amor próprio. Nosso foco é a sororidade e a vivência plena de todos os corpos, porque acreditamos que somos todas maggníficas e que todo mundo pode tudo!

maggnificas@gmail.com