É tão longe voltar atrás

escrito por Marina Sena



Às vezes, eu fico parada mesmo, estagnada, o que também se caracteriza como uma escolha. Às vezes eu sigo e em outras eu volto. Mas voltar nos leva a um caminho que já conhecemos, um caminho já percorrido, que às vezes não vai mudar nadinha. E, analisando agora, eu diria que em todas as decisões nós deveríamos continuar caminhando. Parece óbvio, mas a gente não sai do lugar se não se mexer.


Não importa a força da correnteza, a gente tem que respirar fundo e continuar! Quer coisa mais gratificante do que ter uma chance de seguir e poder fazer melhor? Fazer mais por você, sem depender de outras pessoas, sem se apegar a algumas outras situações. Precisamos entender nosso problema e seguir em frente com ele, apesar dele.

A gente pode voltar atrás para reconhecer um erro, pedir perdão, reconhecer coisas do passado para entender nosso presente. Mas isso tudo nos faz seguir, nos faz ir além! Nos faz recomeçar libertas, preparando um novo caminho.

Importante demais reconhecer tudo que passamos, e tentar olhar para o que passou de forma real: isso também faz parte de nós. E a partir daí podemos enfrentar o medo, o orgulho e a culpa e os desafios que virão. Não podemos nos manter presos ao passado, por melhor ou pior que tenham sido!

Está um belo dia para confiar nos seus instintos, em suas decisões e abraçá-las, porque, na grande maioria das vezes, o caminho é muito mais gostoso que o destino!


As coisas acontecem quando saímos da nossa zona de conforto. Então temos que decidir: prosseguir ou voltar se a distância é a mesma?


Nenhum comentário:

Postar um comentário


Somos Marcella Rosa e Marina Sena, parceiras no blog, na luta e na vontade de mudar - nem que seja um pouquinho - o mundo. O Maggníficas é um pouco de nós, porque aqui tem moda democrática, empoderamento feminino e amor próprio. Nosso foco é a sororidade e a vivência plena de todos os corpos, porque acreditamos que somos todas maggníficas e que todo mundo pode tudo!

maggnificas@gmail.com