É só uma reflexão

escrito por Maggníficas


Post da série Maggnifiquinhas
_________________________________________________________________________________

Essa semana, vimos O Menino do Pijama Listrado na escola. Estamos estudando sobre as guerras, e o filme foi uma parte da nossa matéria, pra gente entender as coisas um pouco além dos livros. (Spoilers!) O filme é um drama e eu já sabia que ia derramar algumas lágrimas, mas o fim trágico dos meninos mexeu comigo muito mais do que eu esperava. Eu me controlei muito no dia pra não chorar, mas lá no fundo eu estava triste, de verdade. Estava triste de saber que eu vivo num mundo onde pessoas foram tratadas piores do que animais e morreram de maneira brutal só por não seguirem um padrão. Só por isso, sabe? Eram todos humanos, iguais a nós. Eram pessoas. Tinham família, trabalho, família, filhos. Eu parei para refletir um pouco, e conclui que se alguém da minha turma saiu da sala de vídeo aquele dia com algum pensamento preconceituoso sobre qualquer coisa na cabeça, não entendeu nada. É claro que o filme foca só nos judeus, mas eles não foram os únicos que sofreram naquela época. E para mim, todo tipo de preconceito de hoje em dia, pode ser visto da mesma maneira como os judeus são retratados lá de uma maneira menos radical. Se hoje em dia, casais sofrem ataques violentos nas ruas só por se amarem, para mim, é um reflexo. Ninguém deveria ser tratado dessa forma, ninguém. Nem a pior pessoa do mundo. Somos diversos, mas, repito, somos todos iguais! Somos humanos! E é nesse ponto que eu quero chegar. É claro que naquela época havia muito mais coisa envolvida além do preconceito contra as pessoas diferentes, mas é nesse preconceito que eu quero focar.

(Stranger Things por motivos de: amo demais!)

Sabe, ninguém precisa gostar de nada, nem precisa ser. Só precisa respeitar e ter um pouco mais de amor ao próximo. Você não precisa achar um cabelo crespo bonito, e nem precisa mentir dizendo que acha. Você só não tem dizer que ele é ruim, ou que parece uma lã de aço. Sabe por quê? Por que isso faz as pessoas ficarem infelizes e inseguras. Você também não precisa achar um corpo gordo bonito, nem mentir dizendo que acha que gordinhas são as melhores. Você só não precisa dizer que a pessoa em questão precisa emagrecer e também não precisa mascarar o seu preconceito com a saúde da pessoa em questão. A única, única coisa que eu, você, e todos nós devemos fazer é viver a nossa vida do jeito que achamos melhor sem ferir ninguém. O mundo seria um lugar melhor se tivéssemos respeito mútuo sempre. Se, no lugar de “Você NÃO PODE DE FORMA NENHUMA fazer coisa tal” as pessoas dissessem “Não concordo muito com isso, mas a decisão é sua” o mundo com certeza teria menos conflitos, menos desavenças, menos infelicidade. No meu ponto de vista, seria um lugar com muito mais amor e empatia.

Sinceramente, é o mundo em que eu gostaria de viver.

Mas esse texto aqui é só uma reflexão.

Mariana Fernandes, 14. Nascida no verão, na região metropolitana de BH. Amo ler e escrever. Ainda não sei o que quero ser quando crescer, só quero ser muito feliz e realizar o meu trabalho da melhor maneira possível. Cacheada assumida com muito amor!
 
 
Você tem menos de 18 anos? Tem vontade de escrever sobre o universo feminino? Se identifica com o Maggníficas? Então vem escrever no Maggnifiquinhas! Um espaço no bloguinho feito pra você! Mande seu texto, foto e mini bio para maggnificas@gmail.comou nos dê um oi por lá que a gente retorna contando tudinho! 
 
Esse é um espaço para dar voz a meninas jovens. Não necessariamente é a opinião das blogueiras. O empoderamento também passa pela possibilidade de diálogo.


2 comentários:

  1. O que eu mais queria também era um mundo assim. E pensar que é tão simples. ..

    ResponderExcluir
  2. O que eu mais queria também era um mundo assim. E pensar que é tão simples. ..

    ResponderExcluir


Somos Marcella Rosa e Marina Sena, parceiras no blog, na luta e na vontade de mudar - nem que seja um pouquinho - o mundo. O Maggníficas é um pouco de nós, porque aqui tem moda democrática, empoderamento feminino e amor próprio. Nosso foco é a sororidade e a vivência plena de todos os corpos, porque acreditamos que somos todas maggníficas e que todo mundo pode tudo!

maggnificas@gmail.com