A barriga nossa de cada dia!

escrito por Colaboradores Maggnificas


Eu tenho uma barriga! Ela não é pequena, tem um pouco de celulite e estrias e eu sempre tive um pouco de vergonha dela. Dizem que ela não é feia porque é "mais espalhada". Isso soa estranho! Resolvi ser ousada (ui!) esse fim de semana e sair de barriga de fora. Hoje, então, eu resolvi contar pra vocês porque consegui e precisei fazer isso.

Desde pequena um dos meus maiores incômodos que eu tenho são minha barriga e minhas pernas. Aí, de uns anos pra cá, resolvi parar e refletir: por quê? Comecemos elencando alguns motivos:

1) Tive 3 grandes musas na minha infância: Sandy, Angélica e Eliana. Em 99% das vezes elas apareciam com minissaia e mini blusa. Elas eram magras e tinham uma barriga firme, lisinha e definida. Eu nunca tive isso. Nem quando eu pesei 64 quilos.

2) Gostava muito de revistas voltadas para o "universo feminino". Minha mãe, durante algum tempo comprou a Boa Forma. Ali eu entendi que, por mais que eu me esforçasse, eu nunca teria uma boa forma. Meu corpo não se parecia com nenhuma das modelos e eu não tinha pique nem vontade de fazer aqueles exercícios abdominais com cadeira, mesa e todos os acessórios que você consegue na sua despensa!

3) Fiz, por muito tempo, natação. Na escola também tinha uma piscina e aulas de natação. O dia que chegava a natação da escola era terrível! Pois eu teria que ficar de maiô na frente de diversas meninas. E aí estava o grande problema: vestir maiô! Ele evidenciava minha barriga e deixava as pernas de fora.

4) A outra atividade que eu fiz foi dança: ballet, sapateado e jazz. O que eu tinha que usar: collant! E meia calça SEM SAINHA. Ou seja, de novo a barriga e as pernas estavam em evidência.

Tudo isso somado ao fato de que fui uma criança e adolescente viciada em televisão, com amigas muito mais magras do que eu, fez eu achar minha barriga tenebrosa. Mas, tudo mudou, quando, como já contei no post passado, vim pra São Paulo e passei a conhecer pessoas que me fizeram enxergar meu corpo com outros olhos. Mas a barriga de fora ainda não tava rolando!

Depois disso tudo passei a SER PROFESSORA. E ser PROFESSORA é igual a SER EXEMPLO. Tenho uma relação muito afetiva com meus alunos e tenho muitas alunas. Elas acompanharam esse processo de emagrecimento e me apoiaram muito, levantando minha autoestima num nível 100 (o que elas já faziam antes também). Aí, num dos últimos dias de aula desse ano brinquei com uma aluna minha que, quando eu emagrecesse mais um pouco, ia sair de barriga de fora igual a ela. Sabe o que ela me perguntou? POR QUÊ? Tipo, POR QUÊ VOCÊ NÃO PODE FAZER ISSO AGORA?

Percebi, então, que havia "cagado no maiô" (como diria um grande e querido amigo). Eu estava sendo contraditória (algo que sou bastante e quem mais faz eu perceber isso são os adolescentes, já que eles se sentem bastante à vontade pra me confrontar. Acho ótimo!). Sempre passo pras meninas uma mensagem de que elas devem se amar independente do corpo que têm e que não podem deixar de usar roupas porque outra amiga é mais magra do que elas. E eu, depois de 27 anos, ainda estava sendo uma adolescente insegura que tinha uma amiguinha mais magra e achava que não podia sair com a barriga de fora.

Portanto, o que eu fiz esse sábado? PUS A BARRIGA (com umbigo à mostra e tudo!) PRA FORA, MINHA GENTE! Devem ter me julgado? Devem! Mas eu liguei o lindo e famoso FODA-SE!!! Foi muito difícil. Mesmo! Mas passado o dia inteiro com aquele look, senti muito orgulho de mim.

Esse é o minibook do look desse sábado:





Grande beijo, pessoal. E nos falamos semana que vem!

Os créditos são:
Calça: Program
Blusa: lojinha na Eça de Queiroz, não faço ideia do nome!
Sapato: S
Fotos: Marcio Motta


Mayra Bertazzoni é professora de Língua Portuguesa, dramaturga, escritora e atriz. Sempre foi apaixonada pela palavra e a partir dela que fez suas escolhas até hoje. Sente que ser mulher é um desafio que deve ser encarado sempre com um bom batom vermelho!


Nenhum comentário:

Postar um comentário


Somos Marcella Rosa e Marina Sena, parceiras no blog, na luta e na vontade de mudar - nem que seja um pouquinho - o mundo. O Maggníficas é um pouco de nós, porque aqui tem moda democrática, empoderamento feminino e amor próprio. Nosso foco é a sororidade e a vivência plena de todos os corpos, porque acreditamos que somos todas maggníficas e que todo mundo pode tudo!

maggnificas@gmail.com