Orlando é aqui.

escrito por Rosa


Há poucas horas, o mundo inteiro se comoveu com a triste notícia sobre um ato de violência em Orlando - EUA. Não me é autorizado transcrever, mas li uma versão da notícia na versão online do site O Globo, o qual se refere ao caso (indicação do FBI, inclusive) como um atentado terrorista e, mesmo mencionando o fato da boate ser GLBT, em nenhum momento fala em homofobia.

Vamos, nós, então, falar em homofobia?
A vinculação ao Estado Islâmico, seja ela comprovada ou não, precisa vir acompanhada de um discussão sobre homofobia. Não dá para fingirmos que a violência contra a comunidade LGBT é particular e exclusiva "deles", porque não é. Além de uma dificuldade imensa e dupla de lidar com o outro - o árabe e o homossexual - estamos tendo uma dificuldade imensa de olhar para o espelho.

Pois é, e o Brasil? Um homossexual é morto a cada 28 horas no Brasil e somos o país que mais mata transexuais e travestis. Semanalmente, converso com adolescentes que se dividem entre assumir sua orientação sexual ou criar métodos de negligenciá-la, isso porque sentem - e nada mais justo - medo.

Viver com medo é uma certeza para quem foge do padrão opressor de normalidade que criamos mundo afora. Morrem de medo as mães, também. Morro de medo eu, que na condição de professora, tento fortalecer meus alunos a se assumirem, mas compreendo e enlaço em meus braços os que dizem que não fazem por medo das consequências.

O que aconteceu em orlando é uma violência descomunical, com mortos e feridos. Mas o que acontece todos os dias nos programas de humor também é; achar que 'viado' é uma ofensa, também é. Relegar homossexuais a estereótipos heteronormativos, também é. Achar que "bicha entende de moda" ou que "tudo bem ser lésbica se for feminina" também é. A homofobia está nos detalhes, também, e não é exclusividade do Estado Islâmico ou da bancada evangélica. Infelizmente, Orlando é aqui.

se eu fosse chargista, faria a versão brasileira


Nenhum comentário:

Postar um comentário


Somos Marcella Rosa e Marina Sena, parceiras no blog, na luta e na vontade de mudar - nem que seja um pouquinho - o mundo. O Maggníficas é um pouco de nós, porque aqui tem moda democrática, empoderamento feminino e amor próprio. Nosso foco é a sororidade e a vivência plena de todos os corpos, porque acreditamos que somos todas maggníficas e que todo mundo pode tudo!

maggnificas@gmail.com