Ano novo de novo

escrito por Rosa


Primeira segunda-feira do ano. Minha timeline se divide entre aqueles que reclamam porque precisam voltar à vida - maluco como férias não são reconhecidas exatamente como 'vida', porque 'vida' tem que ser sofrida -, e uma outra banda que fala sobre peso, mudança de hábitos e dieta. 

[especialmente na minha, que sou professora, tem uma meia dúzia de professores se gabando das férias escolares, mas somos tão poucos e aproveitamos por tão pouco tempo que nosso grito mal se ouve]

Imagem roubadinha do face alheio

Claro que eu tô fazendo coro com a maioria. Como faz anos que peso praticamente a mesma coisa, meu projeto já não é mais emagrecer, só tentar ser mais saudável, especialmente tendo tempo para dormir bem e fazer exercícios. Além disso, como eu costumo, todo início de ano, fazer algumas listas - especialmente porque, ao dividir o trabalho, ele parece menor, vou reunir, aqui com vocês, minhas intenções para 2016. Aceito sugestões e críticas!

  • Não deixar de dormir para ver alguma coisa: negligenciar noites bem dormidas, para trabalhar ou ver alguma coisa, é uma das minhas manias mais nocivas à saúde;
  • Não comprar brigas longas no facebook: eu treto, vocês sabem. Eu não sei ficar quieta. Com quem vale à pena, continuarei, mas a honesta maioria não fale. Dar meu recado para conscientizar e sair à francesa. Minha meta mais difícil de cumprir;
  • Comprar cada vez mais artesanato: gosto de comprar de quem faz. E assim quero continuar. Gosto da exclusividade, gosto do processo criativo e do trabalho do artesão/artista;
  • Não comprar mais de um sapato por estação: como passei anos sem poder comprar sapatos, porque eles não eram fabricados no meu número, exagerei um pouco no ano passado. Gastar bem os que eu tenho é a minha próxima meta;
  • Escrever cada vez mais: cada palavra minha dividida é uma angústia a menos dentro de mim. E viver melhor é o que todo mundo precisa!
  • Consumir o que é feito por mulheres: artes visuais, roupas, bolsas, literatura, eu quero incentivar, cada vez mais e por onde eu estiver, a produção feminina. Que a gente se fortaleça fazendo de nós mesmas o nosso mercado consumidor!
  • Por fim, mas não menos importante, não desistir de ninguém. Eu raramente desisto das pessoas, de deixar de lado, esquecer, não dar mais chance, não conversar. Quando o faço, porém, quase sempre é irreversível. Laços desfeitos com força acabam em nós e eu não quero nó nenhum nesse ano. 
E a vocês, pessoas Maggníficas, desejo um 2016 MARAVILHOSO!



(dia 31.12.16 a gente confere se dei conta de cumprir o prometido!)

Beijos vermelhos!







2 comentários:

  1. Oi linda!!! gostei muito do texto, engraçado nunca faço listas para o ano que se inicia, sei lá.... acho o máximo você expor suas ideias e ideais assim tão simples, direto e que nos fazem refletir, pela primeira vez eu não penso em emagrecer penso em manter a forma de agora e ser saudável, acho que por isso estou me sentindo tão leve, livre e muito feliz. Feliz 2016 para você e que você escreva mais e mais seus belos pensamentos!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, querida Daniela! Que delícia receber esse comentário cheio de energia boa pra 2016. Tô contigo nessa, saúde acima de qualquer coisa. E leveza! Porque ter a alma leve é impagável. Outra coisa que espero é sempre ter você como minha interlocutora, e que o nosso diálogo cresça cada vez mais. Um beijo no seu coração!

      Excluir


Somos Marcella Rosa e Marina Sena, parceiras no blog, na luta e na vontade de mudar - nem que seja um pouquinho - o mundo. O Maggníficas é um pouco de nós, porque aqui tem moda democrática, empoderamento feminino e amor próprio. Nosso foco é a sororidade e a vivência plena de todos os corpos, porque acreditamos que somos todas maggníficas e que todo mundo pode tudo!

maggnificas@gmail.com