#meuamigosecreto e a sororidade que esperamos

escrito por Rosa


Li textos muito bons sobre a campanha #meuamigosecreto. Li alguma merdas também. Algumas pessoas entendiam que a campanha tinha se transformado em 'indiretas de ex'.  Vi algumas tentativas de calar a campanha. Vi de tudo um pouco, e bem apressadamente. Acontece que eu também tenho algo a dizer.

Pode ser que algumas pessoas não entenderam o propósito inicial da campanha e começaram a falar indiretamente com ex namorados? Sim. O que eu não entendo direito o que se vê de mal nisso.

A linguagem - verbal ou oral - é condição fundamental de construção de identidade. Sem a linguagem, a gente não apreende o mundo e nem a própria existência. Enunciar, efabular, falar de si é o meio humano de entender quem é.

É por isso, senhoras e senhoras, que é tão libertador escrever no facebook que a gente tá cansado. Que a gente ama alguém. Que a vida tá assim ou assado. Evidentemente, o componente expositivo-espetacular também conta: queremos ser ouvidos/lidos/aceitos/acolhidos.

A vida não é fácil não, meninada. É especialmente difícil quando se é mulher. Aos poucos, seja sobre o primeiro assédio ou sobre outras violências, estamos podendo trazer à tona as nossas dores mais profundas.

Eu não espero nada de homem nenhum. Não me surpreendo com a idiotice com que alguns tratam a questão, menos ainda com a tentativa de roubar o protagonismo se vitimizando 'ai, me reconheci, devo melhorar'. Mas das mulheres eu sempre vou esperar, pedir e torcer por sororidade.

Será que sua amiga tá mesmo dando indireta ou é uma dor imensa que está sendo posta ali? Será que ela tá falando só do ex ou um agressor que a traumatizou? Será que você nunca passou por isso, mesmo? Será que não é mesmo relevante? Eu diria: todas devem ser cuidadosamente ouvidas. Não é medidor de dor, toda dor, dói.

Somos egoístas por sermos humanos, portanto, tente entender a dor como sendo sua:
Amai umas as outras como se fôssemos uma só voz (porque somos).



Nenhum comentário:

Postar um comentário


Somos Marcella Rosa e Marina Sena, parceiras no blog, na luta e na vontade de mudar - nem que seja um pouquinho - o mundo. O Maggníficas é um pouco de nós, porque aqui tem moda democrática, empoderamento feminino e amor próprio. Nosso foco é a sororidade e a vivência plena de todos os corpos, porque acreditamos que somos todas maggníficas e que todo mundo pode tudo!

maggnificas@gmail.com