Nunca será o suficiente.

escrito por Rosa


Suficiente, por definição, é aquilo que basta, que é o bastante. É o que satisfaz sem exceder. Eu arrisco a dizer que é também uma utopia: estilo unicórnios. O suficiente é o pote de ouro do arco-íris, não chega. E quando você acha que chegou, não chegou: fica ou com a sensação que falta um pouco, ou com a sensação de que talvez tenha passado demais. Mas o limiar exato, a sensação de "deu bom e chega" é quase impossível (há relatos sobre a existência de objetos suficientes não identificados, mas eu mesma sou uma descrente).
Conferindo aqui se eu tô gorda o suficiente pra você

Saber da impossibilidade de atingir o suficiente, tendo ser mais tolerante com algumas pessoas que - perdoem a sinceridade - só tem a intenção de encher o saco. Recentemente, uma leitora comentou minha foto (que comparava meu look com de uma blogueira magra) dizendo: "cadê a gorda?". Olha, em outros tempos eu entenderia isso até como elogio, mas hoje...Ah, hoje é uma ofensa: reconhecer o meu corpo como gorda e fora do padrão (e amá-lo mesmo assim) foi um dos maiores sacrifícios da minha vida. E porque alguém decidiu que, mesmo pesando quase 100 quilos, eu não sou gorda, pronto: eu deveria deslegitimar todo meu trabalho? Jamais!



Acho que eu preciso de mais barriga para te agradar

O que acontece comigo, porém, é muito pouco perto do que já aconteceu com pessoas perto de mim e de maneira muito mais violenta. Tive uma amiga que ouviu que ela não era "negra o suficiente". Sim, leitora e leitor, existe uma escala de negritude para você poder militar ou não no movimento negro. Ah, faça-me o favor! Tentar estabelecer um padrão foi o que o mundo sempre fez para deslegitimar qualquer movimento, E TEM GENTE DENTRO DE MINORIA QUERENDO REPRODUZIR ISSO. é um absurdo! É combater violência com violência.
Expressando o quanto ligo para a sua opinião

Vamos lá elencar algumas das coisas que já ouvi, além de não ser gorda o suficiente: você não é experiente o suficiente (para dar aula), você não é jovem o suficiente (para fazer graduação), você não é magra o suficiente (para ser saudável); você não é feminista o suficiente (para falar da sua luta); você não é bonita o suficiente (para divulgar fotos); você não é brasileira o suficiente (já que filha de imigrantes); você não é árabe o suficiente (já que nasceu no Brasil), entre outros e milhares.

Quer saber? Eu não sou o suficiente em nada. Eu basto apenas a mim, e aos outros: eu sobro!
Ah, é: foda-se!

Na dúvida, antes de falar um absurdo: fique quieto. Ficar quieto pode ser o suficiente.




3 comentários:

  1. Eu sempre acompanho o blog. As outras meninas são ótimas, lindas, escrevem super bem, mas vc... vc escreve bem mais que o suficiente, pra eu ficar torcendo pra mais um post seu, escrito poeticamente, mesmo com "foda-se" no meio. Eitaaa!! E como aprendo com seus textos, seus looks e seu jeito desencanado! Obrigada! Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada você pela gentileza desse comentário :)

      Excluir
  2. Poxa Ma, muitas vezes quando achamos que só a um jeito de ser feliz - seguindo os padrões - a gente olha pra você, escuta, lê e se inspira a continuar em frente do modo como queremos, sem parâmetro algum. <3 Blog magnífico haha

    ResponderExcluir


Somos Marcella Rosa e Marina Sena, parceiras no blog, na luta e na vontade de mudar - nem que seja um pouquinho - o mundo. O Maggníficas é um pouco de nós, porque aqui tem moda democrática, empoderamento feminino e amor próprio. Nosso foco é a sororidade e a vivência plena de todos os corpos, porque acreditamos que somos todas maggníficas e que todo mundo pode tudo!

maggnificas@gmail.com