Não senta assim, você está de saia.

escrito por Maggníficas


Uma das coisas mais chocantes que já presenciei nessa vida foi uma mãe falar para uma criança de 3 anos: “senta que nem mocinha”. Ela não é uma mocinha, caramba. É uma criança. E se alguém sentir qualquer tipo de excitação em ver uma criança de três anos sentada de pernas abertas é essa pessoa que deveria ser alertada sobre a situação. O problema é que trabalhamos sempre culpabilizando as vítimas. E, mesmo quando a gente se torna mocinha – que expressão violenta! -, vem o velho discurso de como sentar.


Pois é: eu sou uma desastrada de marca maior. Conhece alguém que já quebrou a costela dando aula, assim, à paisana? Ah, aula de português, não de pole dance. Cair é uma certeza na minha vida, eu sempre vou cair, em qualquer situação. Lembro do meu irmão dizer: “mas Marcella, só você pra cair no piso liso de um shopping”.


Considerando a premissa 1: eu caio
E a premissa 2: eu uso muita saia
Qual a conclusão óbvia do dia: eu caio de saia e o mundo todo vai ver tudo!


Como reagir a isso? Dando aula, tendo a colocar shortinhos discretos por baixo, para garantir que o meu desastre não resulte no fim de uma explicação importante sobre coesão. Fora do trabalho, eu ligo um botão fundamental de descaso (cientificamente chamado ‘foda-se’) e vou curtir a brisa maravilhosa que só uma saia pode nos proporcionar. 


Claro que não acho que ninguém deveria sair levantando a saia aleatoriamente. O que eu acho é que, como diz meu namorado: “quem não quer ver estrelas, não olha para o céu”.


Antes de mandar a menina sentar direito ou ‘como mocinha’, repense se não é você que anda se esforçando demais para achar uma estrela cadente.



Nas fotos: Marcella e Valquíria Boff - Fotografia de Giovanna Romaro
Nos contem o que acharam! Aqui, no Instagram ou na nossa fanpage no Facebook.

Marcella Rosa é formada em Letras, mestre em Crítica Literária e, porque não tem juízo, cursa atualmente graduação em filosofia e doutorado em História da Literatura. Gosta de gente, de qualquer forma, por isso, é apaixonada pela sala de aula e por escrever sobre pessoas. Não gosta de biografias em terceira pessoa, mas faz. Gosta de livros, mas não faz. Prefere sempre a troca: de figurinha, de fluidos ou de experiência.


Nenhum comentário:

Postar um comentário


Somos Marcella Rosa e Marina Sena, parceiras no blog, na luta e na vontade de mudar - nem que seja um pouquinho - o mundo. O Maggníficas é um pouco de nós, porque aqui tem moda democrática, empoderamento feminino e amor próprio. Nosso foco é a sororidade e a vivência plena de todos os corpos, porque acreditamos que somos todas maggníficas e que todo mundo pode tudo!

maggnificas@gmail.com