11 coisas para deixar de lado em 2015 (e pra sempre!)

escrito por Marina Sena


Fevereiro chegou e eu tenho uma pergunta para vocês: e as metas que vocês planejaram para esse ano? Já estão cumprindo? Estão dando os passos necessários para alcançar seus objetivos?

Dia desses eu estava pensando em como fazemos e reproduzimos atitudes que não fazem o menor sentido, e que muitas vezes não condizem com o que acreditamos. Então fiz uma lista de coisas simples (mas complexas!) que todas nós deveríamos parar de fazer hoje mesmo e nos livrarmos de vez! Escrevi sobre 11 ações porque assim podemos nos inspirar, planejar e treinar para excluir uma coisa por mês. Tenho certeza de que nossa vida será muito mais leve e feliz sem essas coisas por perto!


1. Pessoas que nos fazem mal
É fato. Todas nós conhecemos alguém que nos faz mal. Aquela pessoa que sempre nos critica, nos coloca para baixo, não faz nada para ajudar, pelo contrário: aquela que parece não querer nossa felicidade mesmo. Para mim, o mais difícil é conseguir enxergar essa pessoa. Mas pensem um pouquinho, sempre tem alguém assim por perto: no trabalho, na família, colegas, amigos, relacionamentos abusivos, pessoas gordofóbicas. Nós não merecemos isso. E esse processo pode ser bem complexo e demorado, mas que tal começar se afastando aos pouquinhos e perceber a mudança que essa atitude faz na sua vida?

2. Comparações
Já falamos algumas vezes aqui no Blog que todas nós temos corpos diferentes, e às vezes até com o mesmo manequim! E isso acontece muito com a gente, que vestimos acima do 44. Mas eu vejo meninas tristes por não terem o corpo igual de outras pessoas, por acharem por exemplo que a roupa da blogueira magra não vai ficar legal nela e que por isso não pode usar. Eu acho que devemos procurar e acompanhar pessoas que tenham a ver conosco, com nosso estilo pessoal, com nosso corpo. Claro que não há problema em acompanhar as blogueiras magras (como citei no exemplo), nós três aqui até acompanhamos, para buscar referências, para ficarmos por dentro do que está acontecendo na moda de forma geral. Entendam o que estou dizendo: é muito mais gostoso quando nos identificamos com alguém, não é? Vemos que não estamos sozinhas, que podemos sim usar várias coisas, nossa mente abre e nosso mundo muda com tanta inspiração!

3. Vitimismo
Nós temos que assumir a responsabilidade por nosso mundo interno. Não temos controle sobre eventos externos e outras pessoas, mas podemos controlar como nos sentimos e agimos em relação ao que acontece. Não podemos exigir do outro. Precisamos parar de culpar situações e pessoas e começarmos a focar no que realmente interessa, começando por exemplo nos afastando de quem nos faz mal, como disse ali em cima!



4. Reclamações
Reclamar é um hábito. Podemos treinar nossa mente e nosso olhar para enxergar coisas boas, driblar o que tem de ruim e focarmos em soluções. Parece bom, né? Só de pararmos de reclamar a vida já fica bem mais leve (pra nós e pra quem escuta nossas lamentações)! Um coração cheio de amor não combina com uma pessoa que se queixa além da conta :)

5. Culpa
Essa parte é bem complexa para mim, tento me livrar da culpa há um bom tempo! Culpa por não conseguir fazer tudo que quero, culpa por fazer o que não quero as vezes... Pelo menos estou me libertando da culpa de não agradar os outros e comer com culpa não faz mais parte da minha vida. Não se cobrem tanto. Não conseguimos mesmo fazer tudo. Vamos tentar ser mais flexíveis com nós mesmas?



6. Conteúdos negativos
Precisamos parar de compartilhar e dar atenção para notícias que não tem nada a acrescentar, são realmente desnecessárias e só trazem tristeza, angústia e indignação. Tem tanta coisa boa por aí precisando de uma mãozinha e que merece nossa admiração, não? Vamos compartilhar coisas boas!

7. Preconceito
As vezes nos sentimos mal com comentários gordofóbicos, mas muitas vezes somos nós a fazermos piadas e brincadeiras inconvenientes contra outros grupos de pessoas. Isso está enraizado mas precisamos parar, prestar um pouquinho de atenção e estar dispostas a desconstruir sempre. 



8. Apego
Precisamos muito desapegar! De pessoas, hábitos, sentimentos, bens materiais... Que tal começar uma limpeza? Pare e pense no que não serve mais, o que não combina mais com você e não faz mais seu gosto - e isso vale pra tudo! Pense no que realmente precisa e vamos consumir de forma consciente!

9. Julgamentos
É simples: não devemos acreditar em tudo que vemos por aí, principalmente nas redes sociais. Às vezes ficamos angustiadas porque não somos felizes como o outro, mas todos nós temos bons e maus momentos. Todos nós temos crises, ansiedade, preguiça, momentos ruins, neuras com o corpo. Mas podemos parar de falar mal do amiguinho, parar de julgar a felicidade alheia e ir em busca de viver a nossa ♥




10. Pessimismo
O pessimismo, assim como as reclamações, não acrescentam nada de bom pra gente! Vamos olhar as coisas com outros olhos, com mais leveza e naturalidade, com alegrias e recomeços!

11. Ficar na defensiva
Isso é uma coisa que eu tenho sempre comigo e até já escrevi aqui em um post de março do ano passado! Sempre ficamos na defensiva, esperando acontecer o pior, principalmente quando estamos em um lugar onde achamos que não estamos sendo bem aceitas.
Vou fazer um ctrl c + ctrl v de uma parte desse post do ano passadoSei que cada uma de nós tem uma história, que já passamos por muita coisa e que acabamos levando nossa bagagem junto com a gente pra todo lugar. Não estou dizendo que não sofremos preconceito e discriminação. Falamos aqui sempre sobre aceitação, autoestima e que a opinião do outro não deve nos incomodar nem nos afetar. Certo. Isso na prática é muito mais difícil, mas quero fazer uma sugestão e lançar o desafio para que nós possamos encarar as situações como se fossem únicas, encarando como devem ser: diferentes umas das outras. Encarar de coração aberto e cabeça erguida, encarar que somos pessoas como qualquer outra e sim, temos os mesmos direitos que todo mundo! Proponho uma mudança de pensamentos, que possamos nos valorizar de verdade e pensar com amor em nós mesmas...
Acho que podemos nos surpreender positivamente em algumas situações!



Eu estou disposta a encarar esse desafio. Quem vem comigo?

E já que deixaremos 11 coisas de lado na nossa vida, que tal 11 coisas maGGníficas para substituirmos? 11 coisas novas para nós? No próximo post eu volto com sugestões para vocês!

Lembrando que esse post é baseado em minhas vivências, no que leio e vejo por aí. Então, de acordo com suas experiências, vocês podem ter uma visão diferente sobre cada assunto abordado e outras perspectivas também! E conhecer outros pontos de vistas é ótimo, né?! Me digam o que acrescentariam! Aqui, na Fan Page, no Twitter ou no Instagram.

Imagens: Pinterest e Facebook

Beijo beijo!


4 comentários:

  1. Nossa, amei este post! Realmente me leva a pensar em muitas atitudes que devo mudar, que devo me DESAPEGAR de muuuuitas coisas!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Lory Zette! Que ótimo saber que você curtiu o post, mesmo! São algumas coisinhas simples mas que parecem estar enraizadas, né? Acho que conseguimos aos poucos desapegar! Beijos e obrigada pelo comentário!

      Excluir
  2. Respostas
    1. Oi, Deisinha!
      Obrigada pelo comentário!
      Um beijo,
      Marina

      Excluir


Somos Marcella Rosa e Marina Sena, parceiras no blog, na luta e na vontade de mudar - nem que seja um pouquinho - o mundo. O Maggníficas é um pouco de nós, porque aqui tem moda democrática, empoderamento feminino e amor próprio. Nosso foco é a sororidade e a vivência plena de todos os corpos, porque acreditamos que somos todas maggníficas e que todo mundo pode tudo!

maggnificas@gmail.com