A Cirurgia

escrito por Carol Caran


Trato no cabelo antes da cirurgia
Olá pessoal,

Confesso que estava super tensa com o post que fiz pra contar da cirurgia, mas felizmente o apoio que recebi superou minhas expectativas. Recebi também algumas mensagens de leitores e amigos pedindo pra contar mais sobre a cirurgia e a evolução do meu peso e as mudanças da rotina, então aqui vai.

Eu não pretendo fazer aqui um manual de como fazer a bariátrica ou como se decidir por ela. Para isso, existem os médicos que são as pessoas indicadas para orientar e ajudar nessa decisão tão complicada. Vou apenas compartilhar minhas experiências. 

Antes da Cirurgia

Como eu contei lá no outro post, depois que eu finalmente me decidi, a coisa foi mais rápida, pois eu já estava me preparando há muito tempo (ainda que com muitos intervalos e desistências). 

Uns dez dias antes, sem saber da data e antes da autorização do plano, eu fui na palestrinha da nutricionista e ela faz muitas recomendações do que comer e não comer. A vontade de comer o mundo pensando nunca-mais-poderei-fazer-de-novo é grande. Mas ela fez um terrorismo básico sobre os risco do ganho de peso antes da cirurgia e eu segui certinho as recomendações.

Sem álcool, sem doces, sem frituras, evitei bebidas gasosas e me hidratei bem. Também fiz caminhadas pra evitar trombose. 

Somente na véspera fui na consulta com o anestesista e providenciei  a meia elástica anti-trombo. Também tive uma "vida normal", já que o jejum começaria somente à meia noite do dia da cirurgia (e do meu aniversário).

Uns muitos dias antes, me despedindo de
uma cervejinha preta
Nesse dia eu me pesei e estava com 111 kg. 

No Dia

Acordei, brinquei com meu filho, chequei minha mala, vesti a meia depois de uns 20 minutos de repouso, ganhei flores do marido e parabéns da família. 

Cheguei no hospital ao meio-dia pra operar às 13 horas. Logo me encaminharam para a troca de roupa e pontualmente, estava na mesa de cirurgia. Puseram um soro no meu braço e então...

Logo Depois

Acordei operada, sonolenta, meio assustada no quarto de recuperação muitas horas depois. Minha cirurgia levou umas 4 horas. 

No começo eu senti dor de estômago e falta de ar, mas estava monitorada e o enfermeiro me convenceu que era ansiedade. Fiquei algum tempo nessa sala com outros pacientes pois o hospital estava cheio e precisava liberar o quarto. Minha mãe trouxe meu telefone e fiquei por ali, falando com o marido e agradecendo aos parabéns e dormindo um pouco. 

No Hospital

Fui para o meu quarto e recebia os analgésicos pelo sorinho. Fiquei mais 24 horas sem beber água e, claro, sem comer nada. A primeira noite foi bem ruim principalmente por causa de uma dor insuportável no ombro que descobri depois, é bem comum nesse tipo de cirurgia. Eu também estava muito ansiosa, querendo meu filho e meu marido (que ficaram em casa enquanto minha mãe me acompanhou) cansada da mesma posição e sem conseguir me mexer muito. 

Além disso, nos primeiros sete dias eu tinha um dreno fora da barriga que incomoda um pouco. Pessoal no hospital chama de "cachorrinho", pois você tem que carregá-lo pra onde for. 

No dia seguinte eu estava pronta pra sair da cama. Logo o médico me autorizou caminhadas no hospital e água, que eu beberia de 30 em 30 ml a cada 15 minutos RIGOROSAMENTE. 

Minha mãe monitorou a água com um timer e passei o dia por ali, andando, sentando, deitando, bebendo água, sem conseguir me concentrar pra ver TV ou ler. Até a abertura da Copa eu vi meio mais ou menos.

Não senti dor, nem náusea, nem vômitos, nada disso. Com exceção da dor no ombro e do incômodo do dreno, eu não senti muito desconforto da cirurgia em si. Passei uma noite bem melhor já.

No dia seguinte, já acordei e tive a visita do médico que estava monitorando tudo e logo me deu alta.

Bom, é isso. Não vou entrar em mais detalhes médicos, mas basicamente, do meu ponto de vista, correu tudo bem e tive um retorno bem tranquilo.

No próximo post eu conto como foi o primeiro mês praticamente "comendo água". rs

Então, beijos a todas!

Carol

Dúvidas, questões e sugestões: contem aqui, no Instagram ou na Fan Page do Blog!
Se preferir, me mande um e-mail no maggnificas@gmail.com.

Tá chegando agora? Conheça o post anterior.

Eu fiz bariátrica


2 comentários:

  1. Carol, fiquei feliz pela decisão. Acredito q vc se deu muitas oportunidades antes de dar esse passo e, por isso, o fez bem acertado. Acompanhando seus caminhos pq tbm ando pensando no assunto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Carol! Eu espero ter acertado mesmo. até o momento estou bem confiante e me sentindo muito melhor. Tomara que continue sendo assim! Se precisar perguntar algo, estou à disposição! Beijos!

      Excluir


Somos Marcella Rosa e Marina Sena, parceiras no blog, na luta e na vontade de mudar - nem que seja um pouquinho - o mundo. O Maggníficas é um pouco de nós, porque aqui tem moda democrática, empoderamento feminino e amor próprio. Nosso foco é a sororidade e a vivência plena de todos os corpos, porque acreditamos que somos todas maggníficas e que todo mundo pode tudo!

maggnificas@gmail.com