Curando feridas

escrito por Maggníficas


Escrever pro MaGGníficas tem me feito chorar. E muito. 
É como se a cada novo texto uma ferida esquecida reabrisse e doesse como nova. Como se tudo acabasse de acontecer e como se eu fosse, ainda, uma menina sozinha perdida na minha incapacidade de dar qualquer passo. Ter sido gorda e conviver todo dia com esse espírito é ter que alimentar coisas boas em si mesma e se lembrar delas todo dia porque sim: aniquilamos e matamos as pessoas gordas em cada olhar, em cada piada em cada risada e em cada “brincadeirinha inocente”.
Eu aprendi muito, muito cedo, que o bom e o belo estavam no magro. Que ser gostado e não ser gostado dependiam basicamente de um único fator: o peso do seu corpo, que as pessoas gordas tinham que se contentar com aquelas que dessem alguma atenção, que o paraíso viria depois de uma cirurgia plástica e que eu vivia em pecado! Me lembro com clareza, porque essas são as lembranças que marcam, de uma tia me dizer: Você vive em pecado! Deus fez o corpo magro. Eu, que, de ansiedade, comia o que via pela frente era, então, uma criança feia, não amada, desregrada e pecadora! 
Era como eu realmente me sentia e foi como eu cresci apesar de poder, anos mais tarde, racionalizar e compreender. A essa altura, todas as feridas já estavam lá. Cabia a mim, curá-las todos os dias. E é o que venho fazendo. Às vezes, muito desastrosamente, outras, num choro que parece que não tem fim e, na grande maioria das vezes, com bom humor, que é uma característica que trago não sei da onde, fruto de não sei o que. Sei que adoro e, disso, posso dizer que me orgulho fortemente.






Aline é uma apaixonada pela risada e pelas letras. Com filhos, com sonhos, ainda acredita que, mesmo em tempos de Facebook, dizer a verdade ainda é muito mais legal.


Nenhum comentário:

Postar um comentário


Somos Marcella Rosa e Marina Sena, parceiras no blog, na luta e na vontade de mudar - nem que seja um pouquinho - o mundo. O Maggníficas é um pouco de nós, porque aqui tem moda democrática, empoderamento feminino e amor próprio. Nosso foco é a sororidade e a vivência plena de todos os corpos, porque acreditamos que somos todas maggníficas e que todo mundo pode tudo!

maggnificas@gmail.com