Livro da Quinzena: O caso dos dez negrinhos (E não sobrou nenhum...) - Agatha Christie

escrito por Carol Caran


Não, não é um lançamento (foi publicado em 1939!!!). Eu fui recomendar uns livros pra minha prima e esse sempre me vem à cabeça como "tem que ler". Então aproveitei pra matar a saudade...



Sinopse: Dez pessoas são convidadas pelo misterioso U.N. Owen para passar alguns dias numa ilha perto de uma aldeia pouco movimentada. Os convidados aceitam o convite e de igual maneira embarcam num barco local para a ilha. Na primeira noite, quando todos já se conheciam razoavelmente bem e conviviam animadamente na sala, ouve-se uma voz vinda das paredes da sala, acusando cada um dos dez presentes de ter cometido um crime, crime esse que apesar de ser despropositado ou inevitavél, levou à morte de outras pessoas. O pânico instala-se e mortes inexplicáveis se sucedem, tendo por única pista uma trova infantil.

O que achei: Eu sou leitora voraz de Agatha Christie desde criança, mas esse certamente é o melhor livro de suspense jamais escrito com o final mais surpreendente de todos! Dez pessoas que não se conhecem são convidadas pra passar uma semana em uma ilha cercada de mistérios a respeito de seu proprietário. Lá são acusadas de terem cometidos homicídios por uma voz misteriosa. E um a um, são assassinados seguindo os versinhos de uma música infantil - Dez negrinhos vão jantar enquanto não chove; Um deles se engasgou e então ficaram nove... O livro é curtinho, tem em média 200 páginas. No começo, você talvez enfrente dificuldades em guardar o nome dos dez personagens, mas depois a narrativa flui e muito provavelmente você vai ler em uma única noite. 

Recomendo apenas que procure uma edição mais recente (no Skoob tem quinze listadas) , pois a tradução mais recorrente do livro ainda tem muitas expressões arcaicas e racistas (o próprio título original do livro "Ten Little Niggers" usa um termo que mais tarde seria o cúmulo do racismo e foi modificado pra "And then there was none" nos Estados Unidos) e você pode se sentir mais confortável com a versão mais nova. 

Ficha Técnica (da edição que eu tenho): 

Edição: 1
Editora: Abril
Ano: 1981
Páginas: 201
Tradutor: Leonel Vallandro
Preço: Em média R$ 20,00 nas livrarias virtuais (ou menos de R$ 10,00 nos sebos)

Livro da Quinzena Anterior:


Um comentário:

  1. Também leio insaciavelmente Agatha Christie e terminei esse ontem.
    Muitos dizem que é o melhor livro dela ou um dos melhores. Eu achei uma coisa: ele é esquisito. É um bom livro, mas falta alguma coisa.
    Ele parece mais uma novela. A carga psicológica concentra-se mais no mistério de quem é o assassino(?) e a qualidade da história está aí: os acontecimentos vão sendo tecidos de maneira que o leitor fica confuso, perdido, assim como os próprios personagens. O suspense, a tensão é a de um suspeitando do outro; não há toda aquela trama investigativa de descobrir as causas que cada um teria, as chances de terem cometido o crime, quais elementos se encaixam ou não, etc.
    Desde a metade do livro eu já sabia quem era o UNKNOWN, parecia óbvio e isso me chateou. O que achei interessante foi o desenrolar dos acontecimentos depois do primeiro tiro. Aquilo prendeu minha atenção porque a coisa toda ficou completamente sem sentido, mas somente durante uns dois capítulos, até eu me ligar que o assassino não estava lá.
    Francamente, achei o final muito ruim. Desnecessário mesmo. Na boa? Se a história terminasse na Ilha mesmo, seria um livro excelente! Mas não seria Agatha Christie.

    Então, concordo com você que é um ótimo livro de suspense. A tecelagem é ótima; a tensão é constante.
    Mas pra quem quer um bom romance policial detetivesco da mestre eu jamais o indicaria.

    ResponderExcluir


Somos Marcella Rosa e Marina Sena, parceiras no blog, na luta e na vontade de mudar - nem que seja um pouquinho - o mundo. O Maggníficas é um pouco de nós, porque aqui tem moda democrática, empoderamento feminino e amor próprio. Nosso foco é a sororidade e a vivência plena de todos os corpos, porque acreditamos que somos todas maggníficas e que todo mundo pode tudo!

maggnificas@gmail.com