Semanas 17 e 18: Compulsão alimentar, peso estagnado e yoga

escrito por Carol Caran


Oi gente!

Pois, é, é isso: cheguei naquele tão temido "platô" da dieta. Mas nem posso culpar meu metabolismo, o fato é que eu estou super compulsiva pra comer nas últimas semanas. E olha que sempre me orgulhei de comer bem e de forma moderada. Não sei se foi o stress com o filhote doente, ansiedade com as mudanças que não param de acontecer no trabalho, surto psicótico de fim de ano, só sei que até creme de leite andei comendo pra ver se segurava a vontade de enfiar a cara no doce. 

No feriadão, ainda recebi visitas e me joguei no churrascão (quase) sem culpa. Ainda tive que ouvir que meus posts são excessivamente fofos, pode isso? rs

A dieta 

Foi pro saco. Sem mais. 

Tentativa de voltar à dieta durou dois dias.


Atividade Física

Na semana que o Tico ficou doente, fui só uma vez na academia e fiz 40 minutos de hidroginástica improvisada com minha irmã (cansou mais que uma hora de esteira).

Essa semana foi um pouco melhor: fiz musculação duas vezes, esteira três - depois que refrescou por causa da chuva, mandei ver 40 minutos dos quais 10 foram correndo - e a grande novidade, uma aula de yoga. 

Eu nunca pensei que fosse curtir fazer yoga. Eu já fiz pilates e ballet por algum tempo, mas a yoga não é só uma atividade física, tem toda uma ideologia envolvida. E sabe quando você se acha muito "pilhada" pra isso? Mas é um projeto do trabalho, fui fazer uma aula experimental e adorei! Uma hora, uma vez por semana e já pedi pro nosso professor me contar tudo sobre a técnica pra dividir com vocês. 

Fala se não tô super fitness com essa camiseta suada? #partiuacademia #nopainnogain Ok, parei!


O resultado

Não teve, tá do mesmo jeito que tava duas semanas atrás, ou seja, 13,1 kg a menos em 124 dias. Falta só 1,9 kg pra eu chegar na minha Meta 2, o ano tá acabando e justo agora dou essa empacada! 

Falando em metas, agora tenho mais uma: namorei essa calça jeans da Lunender por meses, comprei a 48 numa promoção do Privalia e ela, apesar de entrar, não fecha em mim. Minha mãe já garfou a calça, mas ela está comprida pra ela. Eu implorei pedi a ela pra não fazer a barra por enquanto e usar só de saltão que eu vou caber! 


Como ela é maior que o short branco, pode ser que mais uns dos ou três quilos já resolvam o problema. Ou seja, mais uma motivo pra eu fechar a boca antes que minha mãe não acredite que eu vou conseguir e meta a tesoura no flare da calça!

Outro possível estímulo: lembram que eu fiz um Dia de Rainha e conheci um pessoal que trabalha com Herbalife? Pois esse fim de semana eles me ofereceram um período de teste dos produtos de emagrecimento, pra usar e ver o resultado. 

Quando eu morava em Sertãozinho, ia no Espaço Vida Saudável fazer uma refeição, mas nunca consegui me adaptar a comer só isso durante o dia. Na época tive resultados, mas só quando conseguia substituir a refeição noturna. No café e no almoço, eu ficava bem mole e hipoglicêmica. 

Agora eu, em tese, já estou adaptada a comer menos e meu ritmo é outro. Quem sabe consigo dar um choque no organismo e voltar a pegar firme? Vou encontrar o pessoal durante a semana e depois conto pra vocês se/o que virou. 

Também estou buscando alternativas pra equilibrar esse processo: a restrição me deixa irritada que me faz comer compulsivamente quando não consigo me controlar. Alguma dica?

Enfim, que a próxima semana seja bem melhor pra todo mundo!

Beijos grandes!




Nenhum comentário:

Postar um comentário


Somos Marcella Rosa e Marina Sena, parceiras no blog, na luta e na vontade de mudar - nem que seja um pouquinho - o mundo. O Maggníficas é um pouco de nós, porque aqui tem moda democrática, empoderamento feminino e amor próprio. Nosso foco é a sororidade e a vivência plena de todos os corpos, porque acreditamos que somos todas maggníficas e que todo mundo pode tudo!

maggnificas@gmail.com