Vida da leitora: Nathaly Soares

escrito por Maggníficas



Oi MaGGníficas!
Hoje viemos compartilhar com vocês a história da Nathaly Soares, uma leitora que vive em Cabo Verde.
Mas essa história chegou até nós de uma maneira super diferente: foi a amiga da Nathaly, Jasmin Mendonça, quem enviou o texto que foi escrito pela Nathaly e algumas fotos, para fazer uma surpresa pra amiga! Legal, né?

Então vamos conhecer um pouco sobre a Nathaly:

"Eu sou de Cabo Verde e sempre fui gordinha, desde criança, e nunca me senti realmente mal com isso. As coisas complicaram-se no ensino secundário numa altura em que comecei a sentir um certo complexo de mim mesma, onde só usava roupas largas e nada que mostrasse o meu braço, pernas e etc. Saias e vestidos não faziam parte do meu guarda roupa. Ainda no secundário adoeci, tive um tumor e tive de ser operada, no pré - operatório descobri que pesava 119 kg (tinha 14 anos), mas nessa altura o peso era o último dos meus problemas... Fiquei sim chocada, mas nem liguei. Bom, no final do secundário mudei-me para Portugal, para frequentar a universidade e fui viver para o Porto. Com o passar do tempo e respirando outros ares, vivendo num outro mundo, passei a ter uma visão completamente diferente de mim: me achava linda, independentemente do peso. Debatia-me nessa altura com apenas 2 problemas: saudades de casa (Cabo Verde) e roupas para vestir.

Apesar do tamanho da roupa, na época 58, sempre gostei de me vestir bem. Foi ai então que comecei uma enorme luta pela procura de uma loja onde se vendiam roupas que eu pudesse gostar e que fosse do meu tamanho, até ter finalmente encontrado.
As saudades de casa foram compensadas pela comida, comia muito e comia mal, a dieta deixou de fazer parte do meu dicionário. Com 21 anos pesava 172 kg e vestia o número 64. Para ter o que vestir, tinha de pedir aos meus pais, tios e outros familiares que me comprassem roupas nos Estados Unidos. Imaginam a dificuldade? As roupas teriam de sair dos Estados Unidos, depois ir para Cabo Verde e por fim seguirem para Portugal.



Um dia caí em mim e dei um basta, resolvi mudar o estilo de vida e emagrecer. Fui a um ginásio (academia), pertinho de casa para não ter desculpa e comecei logo. 6 meses depois tinha perdido 25 kg, depois parei uns tempos (cansada do ritmo intenso e das restrições, afinal amo doces!), e voltei novamente a treinar por uns 6 a 7 meses, mas em um outro ginásio, onde poderia dançar, fazer natação, etc. Tempos depois perdi outros 30 kg, mas de forma bem mais calma , comendo de tudo... Devo ter perdido esse peso em cerca de 2 anos.
Nessa época pesava cerca de 117 kg, regressei a Cabo Verde e comecei uma nova vida. Estágio para advocacia, trabalho e dar aulas. Trabalhava de 12 a 15 horas por dia, acho que nem preciso dizer que a palavra ginásio não existia e muito menos cuidado com a alimentação. O objetivo era alcançar as minhas metas profissionais. Resultado: 2 anos depois e pesava mais de 140 kg. Resolvi novamente mudar de vida,  então desacelerei o ritmo de trabalho, mudei hábitos e regressei ao ginásio. 83 dias se passaram, contados até hoje e já perdi muitos quilinhos... Uso agora o 56 número europeu e 24 nos números americanos, mas o melhor é que perdi muito volume. As grandes aliadas foram a força de vontade, a família, os amigos e minha personal trainer. Faço ainda acupuntura e drenagem linfática.

A minha personal trainer perguntou se quero chegar ao meu peso ideal que para o meu caso são os 60 kg. Disse-lhe imediatamente que não, quero ser gordinha sempre, de momento quero melhorar o meu corpo, perder um pouco de peso, ser mais saudável, e deixar de fazer parte do grupo dos mórbidos tipo IV, mas pretenso ter sempre o meu amado tamanho GG. Gosto de curvas e o mais importante, gosto de mim!!!
Sim, sofri muito, chorei muito por conta dos comentários, brincadeiras de mau gosto e muitas outras coisas, mas tudo isso hoje me tornou mais forte, me tornou na mulher que sou. Hoje me acho linda, não quero ser magra, sinto-me bem comigo mesma!!! Enfim, eu agora ME AMO!"


Hoje Nathaly está bem, animada e repaginada. Tem um emprego onde o peso não contou, mas sim sua capacidade.
Esperamos que tenham gostado e que a autoestima de Nathaly seja exemplo para todas nós!

Beijos!


4 comentários:

  1. Gostei muito do testemunho da Nathaly.
    Bom fds!
    Big Beijos
    Lulu on the sky

    ResponderExcluir
  2. A Nathaly é uma amiga muito especial com uma história de vida espetacular.
    É uma pessoa muito alegre e muito divertida..
    um amor de pessoa..
    Queria ter um décimo da sua autoestima, força e vontade de viver.

    Val

    ResponderExcluir
  3. Eu Adorei a Nathy... Linda Por dentro e por fora...bjuuuuu

    ResponderExcluir
  4. Thaly sabes que te amo muito e te respeito pela pessoa que és, a amiga verdadeira e franca, que diz o que pensa, tem sempre uma resposta ou um conselho no momento certo... És LINDA por fora e por dentro e tenho imenso orgulho de ser tua amiga <3 Love You :)

    ResponderExcluir


Somos Marcella Rosa e Marina Sena, parceiras no blog, na luta e na vontade de mudar - nem que seja um pouquinho - o mundo. O Maggníficas é um pouco de nós, porque aqui tem moda democrática, empoderamento feminino e amor próprio. Nosso foco é a sororidade e a vivência plena de todos os corpos, porque acreditamos que somos todas maggníficas e que todo mundo pode tudo!

maggnificas@gmail.com