Curvas à vista

escrito por Maggníficas



Mal Malloy começou divulgando os seus videos na web no final de 2009. Ela fez sucesso em seu canal do YouTube esbanjando sensualidade e curvas. Seus videos de emagrecimento tiveram uma audiência imediata, causando, assim, grande impacto no público masculino. Os videos até pareciam uma espécie de “diário de emagrecimento” – que, felizmente, não trazia nenhuma mudança significativa em sua silhueta impecável. Não é nenhuma surpresa dizer que eles não estavam interessados na perda de peso dela, mas em sua versão atual: curvilínea e exuberante. Mal Malloy logo se tornou um fenômeno na web. Ela é o melhor exemplo da americana atípica: quadris largos e bumbum grande. Eles até criaram um termo para as americanas desse tipo: PAWG. Eu tenho vários videos dela. Tornei-me mais um fã.

Além das curvas, a outra coisa que despertou a minha atenção foi a exposição nada vulgar de seu corpo. Com biquíni fio-dental, aparecia caminhando e mostrando a silhueta. Ela tinha um ar de garota recatada e desinibida. Uma mistura explosiva, portanto. Mas essa performance da sugestão deu lugar a uma abordagem mais erótica. Ela aceitou fazer algo mais direcionado para os seus fãs. Mesmo assim, a vulgaridade não teve muito espaço nessa nova fase.

Mais tarde, surgiu uma nova promessa para desbancar o reinado dela: a francesa Rosee Divine. Rosee tem corpão, sensualidade e fama – mas seu lançamento foi orquestrado para atingir o lugar-comum do erotismo. Eu prefiro colecionar as suas fotos do Instagram. Recentemente apareceram duas curvilíneas na web: Sobella Quezada e Olivia Jensen. Olivia parece ser mais engajada, mas estou torcendo pelo sucesso de Sobella. Ela é lindíssima, sexy e, ainda por cima, parece uma versão latina de Mal Malloy. E aqui no Brasil? Cadê o engajamento das brasileiras pela beleza exuberante? O país do carnaval e do biquíni ainda não projetou nenhuma curvilínea aspirante a celebridade na web. Na América tem, mas aqui não. Mulheres, lembrem-se: Do it yourself. Tenho certeza que a nossa Mal Malloy vai ser a melhor de todas.


Por Ricardo Allexxandhry


4 comentários:

  1. Uma leitora disse que viu os videos de Mal Malloy e achou bem vulgar. Mas eu explico isso no texto:

    "Mas essa performance da sugestão deu lugar a uma abordagem mais erótica. Ela aceitou fazer algo mais direcionado para os seus fãs."

    Portanto, o certo é ver os videos antigos. O problema é que a pesquisa vai mostrar os mais recentes.

    ResponderExcluir
  2. Ainda não assisti os videos , mas eu aparentemente na Europa / EUA as pessoas são mais "sem vergonha" hahahah no bom sentido é claro , dá para ver pela quantia de tumblrs super sensuais ... principalmente de gordinhas que não tem a silhueta tão esquia quanto dessa moça!
    E gente , erótico é erótico e não deixa de ser bonito ... em fim ...
    Quem sabe algum dia aqui no Brasil seja visto assim tbm!
    Abraço ;*
    http://blogdamaryh.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  3. Lembrete pra uma certa pessoa que criticou o meu texto: Mal Malloy não é uma atriz pornô, portanto, não fiz nenhuma apologia à exploração sexual. menos né!

    ResponderExcluir
  4. Gostei do texto, vi algumas PAWG., loucura total, muito artificial,o corpo estava até deformado,fico com po meu bumbum mesmo!!!!!!

    ResponderExcluir


Somos Marcella Rosa e Marina Sena, parceiras no blog, na luta e na vontade de mudar - nem que seja um pouquinho - o mundo. O Maggníficas é um pouco de nós, porque aqui tem moda democrática, empoderamento feminino e amor próprio. Nosso foco é a sororidade e a vivência plena de todos os corpos, porque acreditamos que somos todas maggníficas e que todo mundo pode tudo!

maggnificas@gmail.com