Estudo revela que os gordinhos são mais felizes

escrito por Maggníficas





Segundo o Daily Mail, onde a pesquisa foi divulgada, os cientistas acreditavam que podia haver evidências genéticas que explicariam por que as pessoas gordas são muitas vezes mais felizes do que os seus amigos magros.

A partir disso, os pesquisadores descobriram que realmente existe um gene da obesidade, que também é um tipo de “gene da felicidade” chamado de FTO. Esse gene é associado a uma redução de 8% no risco de depressão nas pessoas. Ou seja, apesar do gene ser o responsável pela tendência à obesidade, ele deixa as pessoas um pouco mais felizes.
O estudo foi realizado com a análise de 17,2 mil amostras de DNA de participantes de 21 países. O resultado mostrou que os mais gordinhos, que tinham o gene FTO, mostraram sinais significativamente reduzidos de depressão em relação aos outras pessoas mais magras.
O professor David Meyre, um dos líderes da pesquisa, disse “A diferença de 8% é modesta e não vai fazer uma grande diferença no dia-a-dia das pessoas. Porém, já descobrimos uma nova base molecular para a depressão. É a primeira evidência de que a variação do gene FTO está associada com a proteção contra depressão, independentemente do seu efeito no índice de massa corporal”, afirma.

Notícia original do Site De Mulher 


Nota MaGGnífica: Se esses 8% não estivesse relacionados a obesidade, ninguém diria que é um percentual pouco significativo.



Nenhum comentário:

Postar um comentário


Somos Marcella Rosa e Marina Sena, parceiras no blog, na luta e na vontade de mudar - nem que seja um pouquinho - o mundo. O Maggníficas é um pouco de nós, porque aqui tem moda democrática, empoderamento feminino e amor próprio. Nosso foco é a sororidade e a vivência plena de todos os corpos, porque acreditamos que somos todas maggníficas e que todo mundo pode tudo!

maggnificas@gmail.com