Detox Greenpeace: Zara

escrito por Marina Sena


Como a maioria de vocês sabem, eu adoro tudo que envolve o meio ambiente!
E fiquei surpresa com uma notícia que vi no site do Green Peace sobre a Zara. Segue na íntegra:

"Chega de vítimas da moda
Produtos químicos perigosos foram encontrados em certos itens de vestuário da ZARA. Alguns desses químicos se modificam no meio ambiente e formam substâncias que interferem na maneira como os hormônios naturais atuam no corpo humano.Muitas vezes esses produtos são lançados em cursos d'água em todo o mundo. Vestígios de substâncias cancerígenas que são liberadas a partir de corantes também foram identificados nas amostras.
Acreditamos que a moda não precisa poluir. Grandes marcas como H&M e Marks and Spencer já se comprometeram a limpar suas cadeias de fornecimento e a se desintoxicar. Mas até agora a ZARA, a maior varejista do mundo, permanece em silêncio.


Mais sobre a campanha
A campanha Detox do Greenpeace quer parar a contaminação e a poluição de cursos d'água com produtos químicos perigosos, incluindo aqueles que permanecem no ambiente e que alteram o funcionamento dos hormônios no corpo humano. Lançada em 2011, a campanha Detox expôs a relação entre fábricas têxteis que contaminam a água e muitas das maiores marcas de roupa do mundo.
Como resposta à pressão dos consumidores, parceiros e de fashionistas, Nike, Adidas, Puma, H&M, Marks & Spencer, C&A e Li-Ning se empenharam em se desintoxicar.
Outras grandes marcas ainda precisam responder urgentemente ao desafio de se desintoxicarem, inclusive a ZARA, a maior varejista do mundo da moda. Seu tamanho, poder e influência fazem com que eles sejam cruciais para a desintoxicação do mundo da moda. Nós testamos roupas dessas marcas e encontramos vestígios de produtos químicos perigosos, incluindo substâncias cancerígenas provenientes de corantes. A ZARA claramente é parte do problema.
No entanto, ao trabalhar com seus fornecedores e ao mudar para alternativas não-perigosas, a ZARA pode se tornar parte da solução."

Ativista do Greenpeace vestida como esqueleto de manequim na loja da Zara em Genebra.
A notícia boa é que após a campanha global, no dia 28/11/2012 a Zara assumiu o compromisso de eliminar todos as substâncias químicas perigosas de sua cadeia de produção, incluindo a de fornecedores, até 2020. Além disso, a Zara exigirá que pelo menos 20 fornecedores comecem a divulgar os dados sobre poluição até o final de março de 2013 e pelo menos cem fornecedores até o final de 2013, incluindo informações sobre os corantes azóicos que são cancerígenos.

Zara é a oitava marca a se comprometer a eliminar o descarte de produtos químicos perigosos em toda sua cadeia de fornecimento e em seus produtos desde que o Greenpeace lançou a campanha Detox, em 2011.

Clique aqui para ver informações sobre os produtos testados.
Clique aqui para ler o relatório completo da cadeia tóxica da moda (em inglês).


Nenhum comentário:

Postar um comentário


Somos Marcella Rosa e Marina Sena, parceiras no blog, na luta e na vontade de mudar - nem que seja um pouquinho - o mundo. O Maggníficas é um pouco de nós, porque aqui tem moda democrática, empoderamento feminino e amor próprio. Nosso foco é a sororidade e a vivência plena de todos os corpos, porque acreditamos que somos todas maggníficas e que todo mundo pode tudo!

maggnificas@gmail.com