Fashion Weekend Plus Size - Verão 2018

escrito por Maggníficas


Oi, pessoal! O Fashion Weekend Plus Size Verão 2018 está chegando!


O evento, que chega a sua 16ª edição, acontece no dia 27 de Agosto, no Centro de Convenções Frei Caneca. O FWPS reúne palestras para lojistas e profissionais do setor, além de salão de negócios e um desfile com muitas das marcas que adoramos: femininas e masculinas, de moda íntima, praia, fitness, jeans! 

Programação das palestras:
12h – Talk com blogueiras Plus Size – O que elas esperam das marcas e lojas?
As influenciadoras Ju Romano, Mel Soares e Natália Nascimento falarão sobre o universo das blogueiras Plus Size e o que desejam das marcas e lojas do segmento.

14h – Por que a minha loja não vende? Com Renata Poskus
Renata Poskus, diretora do FWPS, apresentará os motivos para o sucesso ou o fracasso para lojas especializadas no segmento Plus Size e dará dicas para uma trajetória de sucesso.

16h – Tendências verão 2018 com Sandra Teschner, da editora Profashional
Sandra Teschner apresentará as tendências verão 2018 focando no segmento Plus Size. 

As marcas confirmadas são: Arsiè (lingerie e modapraia), UMEN (masculina), Gracia Alonso (feminina), Maria Abacaxita (fun size), Afro Style Plus Man (masculina), Rainha Nagô (feminina street style), Reizz (promete trazer uma pegada street com conceito de moda sem gênero), Pernambucanas (linha plus size feminina), Vislumebre (lingerie e moda praia), Zuya (feminina) e Mais Pano (masculina, que já foi tema de post AQUI). A Wonder Size, marca casual fitness também marca presença, fazendo sua estreia no FWPS.

Em toda edição há a produção das fotos divulgação, sempre marca registrada do FWPS, e dessa vez, pela primeira vez, a foto divulgação foi feita só com homens.


Marcelo Oliveira veste Umen

Otávio Janecke veste camisa Mais Pano, camiseta e bermuda Umen

Umberto Junão veste Umen

Maykon Alves veste Umen

A moda masculina plus size vem crescendo e se consolidando cada vez mais, e a escolha desse editorial foi mesmo bem bacana!

Para lojistas a entrada é gratuita, cadastrando-se no site do evento: www.fwps.com.br. Consumidores finais e estudantes de moda podem adquirir convites no site do Ticket 360, basta clicar AQUI. O convite dá direito a todas as atrações.

FWPS Verão 2018
Quando: 27 de Agosto, domingo
Local: Centro de Convenções Frei Caneca
Endereço: Rua Frei Caneca, 569

Salão de Negócios das 11h às 21h
Palestras às 12h - 14h - 16h
Desfiles a partir das 17h



A quem você pertence?

escrito por Rosa


Esse texto não tem qualquer pretensão científica, eu quero - mas ainda não fui - um dia pesquisar sobre isso no campo da psicopedagogia. Como eu não tenho tempo e isso ainda é um blog livre de quaisquer avaliações capes, vim partilhar com vocês - e receber de volta as impressões - sobre o poder do sentimento de pertencimento.

Resultado de imagem para mãos dadas
Tenho percebido cada vez mais, especialmente em sala de aula, o tamanho do problema que a falta de uma conexão mais profunda com alguém ou algo pode gerar, especialmente com adolescentes (mas não se enganem, conosco é igualzinho, já que somos, basicamente, adolescentes que disfarçam a crise existencial cotidiana). Quando falo nesse pertencimento, quero retratar esse desejo humano de porto-seguro, confiança plena, afago, cuidado. Imagino que o primeiro pertencimento deveria ser aquele vindo da nossa família. Tem coisa mais reconfortante que saber que tudo pode dar errado, mas aquela pessoa - mãe, pai, tio, padrinho, vó etc, etc - vai receber você de braços abertos e dizer que, a despeito de todo o resto, vai ficar tudo bem? Imagino que não. Eu que associo afeto à comida, acrescentaria ainda uma comida quentinha a esse abraço. Um bom chá ou café. Um vinho ou uma cerveja. Enfim...

Além desse abraço, tem aquela coisa boa do reconhecimento. Nós, os "Silva" somos assim: e naquele bando de gente cheia de defeito encontrar os seus próprios e sentir uma empatia imensa e curiosa por aqueles com quem você aprendeu a reproduzir o mundo.

Imagem relacionada

Depois a escola: é gostoso pertencer a sua escola. Odiar a própria escola deve ser a coisa mais perturbadora que pode existir para o aprendizado de um aluno: não se sentir parte, acolhido, cuidado. Que tristeza. Afinal, é lá que nasce a base do que entenderemos o resto da vida sobre coletivo e vida em sociedade...

Por fim, os amigos e os amores. A idade nos mostra que amigo para bater um papo há vários - e que bom que eles existem - mas aqueles que são redutos, são poucos. Únicos, talvez. Olho pra minha amiga e penso: "essa é a minha garota". Sabe, não é no possessivo do minha e de mais ninguém, mas eu sei que eu pertenço a ela - faço parte dela - e ela pertence a mim.

Almejo isso em relacionamentos amorosos, também. Por vezes tive, por outras não. Claro que esse tipo de relacionamento não vem do dia pra noite, é uma construção diária e cotidiana. Mas vejo pouco sentido - talvez nenhum - em estar em um relacionamento estável se eu não tiver a sensação de que aquela pessoa está para mim. Está, mesmo. Ali, do lado: dividindo de verdade a vida.

Resultado de imagem para mãos dadas
Diante de tudo isso, diante de um mundo todo fragmentado nas suas relações, confuso, rápido, efêmero, que pensa no imediatismo: a quem a gente pertence? Famílias passando noções de sucesso, mas não de parceria. Escolas ensinando conteúdo específico, mas não ética; amigos para a cerveja de comemoração, mas não para aquela do dia merda; namoros que existem no hoje, mas não podem cogitar o depois.

Resultado: a gente totalmente desesperado tentando encontrar algo a que pertencer. Do time do crossfit, da academia, da galera da firma, dos fãs de The Walking Dead, da galera que vai toda sexta naquela bar. E não faz mal, sabe? O mal é que isso passa. E se a gente não cultiva o pertencimento verdadeiro, com amor, cuidado, responsabilidade afetiva e disponibilidade, a gente acaba parado no bloco do eu sozinho.



Somos Marcella Rosa e Marina Sena, parceiras no blog, na luta e na vontade de mudar - nem que seja um pouquinho - o mundo. O Maggníficas é um pouco de nós, porque aqui tem moda democrática, empoderamento feminino e amor próprio. Nosso foco é a sororidade e a vivência plena de todos os corpos, porque acreditamos que somos todas maggníficas e que todo mundo pode tudo!

maggnificas@gmail.com